segunda-feira, 6 de agosto de 2018

O sucesso do XV Festival de Humor Cearense FHC



            O XV FHC – Festival de Humor Cearenses, acontecido mais uma vez no SESC de Iguatu de 1º a 4 de agosto, foi sucesso total. Idealizado pelo escritor Giovani de Oliveira, o evento aconteceu pela 1ª vez no ano de 2004. Portanto, em 2018 o FHC foi realizado pela 15ª vez. Da 1ª edição até a 15ª, mais de 200 (duzentos) shows aconteceram. A Realização é do SESC em  parceria com o Museu do Humor Cearense e Escritório do Riso.

 
            O Ginásio do SESC ficou lotado nos 4 dias de evento para assistir a dois espetáculos por noite. Para entrar, cada pessoa levou 1Kg de alimento não perecível para o Projeto Mesa Brasil!
 

PROGRAMAÇÃO:

 
Dia 01 – (Quarta)

ALEX NOGUEIRA e

DINAH MORAES (Youtuber)

 

Dia 02 – (Quinta)

LAILTINHO BREGA e

MARMITA

 

Dia 03 (Sexta)

LUANA DO CRATO (Espetáculo: “BRANCA DE NEVE – A história que a sua mãe não contou”) e

CLEBER FERNANDES (Nas Garras da Patrulha – TV Diário)

 

Dia 04 – (Sábado)

MANGUAÇA e

PAÇOCA E FUBÁ


Também aconteceu a Exposição “FHC – 15 ANOS DE BOM HUMOR”, com painéis em fotos relembrando todos os festivais.
 

. No Mercado Público tivemos apresentação pela manhã do “Humor na Feira”, com artistas Paçoca e Fubá, divulgando o evento.

A apresentação e curadoria do FHC ficou  a cargo do humorista Zebrinha.
 

            Durante o Festival foi também lançado o Projeto NO CALOR DA BACURINHA. O Projeto é em formato de vídeos para as redes sociais, onde, através de piadas, causos e esquetes curtas, uma equipe de comediantes atua em situações as mais diversas possíveis. No total são 40 vídeos. Foram exibidos 10 esquetes por noite, em telão, sempre na abertura dos shows do FHC.

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Projeto “No Calor da Bacurinha” será lançado durante o XV FHC em IGuatu

 
O Projeto “No Calor da Bacurinha” é mais uma ideia posta em prática pelo escritor e pesquisador de causos, Giovani de Oliveira, e será lançado durante o XV FHC – Festival de Humor Cearense, que acontecerá no SESC – Iguatu de 1º a 4 de agosto de 2018, sempre as 20h.
 
O Projeto é em formato de vídeos para as redes sociais, onde, através de piadas, causos e esquetes curtas, uma equipe de comediantes atua em situações as mais diversas possíveis. No total são 40 vídeos. Serão exibidos, 10 por noite, em telão,  na abertura dos shows do FHC.
 
A cidade de Iguatu é, sem dúvida a grande inspiração do “No Calor da Bacurinha”. Portanto, para o público  em geral os vídeos causarão o prazer de boas gargalhadas; já para os iguatuenses, além das gargalhadas, ficará também um sabor  de boas recordações. Todos perceberão isso logo na abertura das esquetes, onde aparecem figuras como Maragaia, Caçote, Antônio Baixim e o Bar Pitu!
 
 
O ELENCO
 
Aqui, Giovani de Oliveira ataca na arte que tornou-se mestre: contador de causos. Fala de Canrica, João Lázaro, Zé de Bomba, dentre outros.
 
A atriz Ana Marlene é Maria Taboca, uma sujeita atarentada, sem papas na língua!
 
Nas esquetes estão os comediantes Jader Soares, João Mateus, Chico Rodrigues, Sérgio Ataíde, Eveline Ceará e Celina Joplin.
 
As filmagens foram feitas em Fortaleza, no Museu do Humor Cearense.
 
O Projeto contou com os textos e a Coordenação Geral  de Giovani de Oliveira. A Direção de Elenco ficou a cargo de Jader Soares e a Direção de Fotografia, Edição e Finalização de Vídeos de Cleilton Whasington - Magrinho (MFILMES PRODUÇÕES E PROPAGANDAS)
 
Realização: SESC.  


SERVIÇO:

Lançamento do Projeto

“NO CALOR DA BACURINHA”

Durante realização do XV FHC - Festival de Humor Cearense

Local: SESC Iguatu

Rua Treze de Maio, 1130 – Centro

Dias: 01, 02, 03 e 04  de agosto de 2018

Horário: 20h

Informações: (88) 3581.1130

                        
Entrada: 1Kg de alimento não perecível destinado ao Programa MESA BRASIL

 

domingo, 15 de julho de 2018

FHC - Festival de Humor Cearense completa 15 anos


 
 
 
FHC
O MAIS TRADICIONAL FESTIVAL DE HUMOR DO CEARÁ
 
Agosto tá chegando! Com ele, mais uma edição do FHC – Festival de Humor Cearense, que acontece no SESC de Iguatu-CE, no período de 1º a 4. O Festival, idealizado pelo escritor Giovani de Oliveira, aconteceu pela 1ª vez no ano de 2004. Portanto estamos agora, em 2018, na 15ª Edição. De lá para cá, mais de 200 (duzentos) shows aconteceram. O Festival tem parceria com o Museu do Humor Cearense e Escritório do Riso.

Neste ano todos os humoristas participantes são convidados. Não haverá Mostra Competitiva. As atrações são comediantes cearenses consagrados, todos com experiência em palcos locais e nacionais. Os shows são os  mais variados possíveis. Serão dois espetáculos por noite, começando sempre as 20h.  

Para entrar, solicita-se que cada pessoa leve 1Kg de alimento não perecível para o Projeto Mesa Brasil!

PROGRAMAÇÃO:
 

Dia 01 – (Quarta)
ALEX NOGUEIRA e
DINAH MORAES (Youtuber)

Dia 02 – (Quinta)
LAILTINHO BREGA e
MARMITA

Dia 03 (Sexta)
LUANA DO CRATO (Espetáculo: “BRANCA DE NEVE – A história que a sua mãe não contou”) e
CLEBER FERNANDES (Nas Garras da Patrulha – TV Diário)

Dia 04 – (Sábado)
MANGUAÇA e
PAÇOCA E FUBÁ

E mais:

Também acontecerá a Exposição “FHC – 15 ANOS DE BOM HUMOR”, com painéis em fotos relembrando todos os festivais.

. No Mercado Público teremos a apresentação pela manhã do “Humor na Feira”, com artistas de rua divulgando o evento.

A apresentação do FHC fica a cargo do humorista Zebrinha.

 
SERVIÇO:

15 Anos do FHC - Festival de Humor Cearense
Local: SESC Iguatu
            Rua Treze de Maio, 1130 – Centro
Dias: 01, 02, 03 e 04  de agosto de 2018
Horário: 20h
Informações: (88) 3581.1130
 
Entrada: Solicita-se 1Kg de alimento não perecível destinado ao Programa MESA BRASIL

domingo, 15 de abril de 2018

A 15ª Edição do Dia do Humorista foi além do combinado!


 
12 de Abril

Dia Nacional do Humorista

Lei Estadual nº 13.317 de 02/07/2003  (Ceará)
Lei Municipal nº 9518 de 23/10/2009   (Fortaleza)
Lei Federal nº 13.082 de 08/01/2015  (Brasil)
 
          O evento que comemora o DIA DO HUMORISTA está consolidado. Num espetáculo aberto à participação de todos os humoristas, 53 pisaram no palco do belíssimo Cineteatro São Luiz, na Praça do Ferreira, em Fortaleza, Capital do Humor.   

O Dia do Humorista, 12 de abril, NÉ DE BRINQUEDO NÃO! TEM LEI E TUDO!.  A data oficial no Estado do Ceará é julho de 2003. Em 2009, Fortaleza implementou uma Lei Municipal, e em 2015, foi sancionada uma Lei Federal. Portanto, o Dia do Humorista é nacional!  

O 12 de abril  é uma referência ao nascimento de CHICO ANYSIO (1931). Este ano Chico faria 87 anos. Ele nos deixou no dia 23 de março de 2012. Há 6 anos. Viveu 80 anos e 345 dias. 

Neste 2018 as comemorações do Dia do Humorista acontecem pela 15ª vez com uma vasta programação em vários locais, que vai de 1º a 28 de abril. O ponto alto das comemorações aconteceu no Cineteatro São Luiz, dia 12, com a apresentação de shows envolvendo 53 humoristas, que se apresentam no palco de 16h as 20h, oportunizando a todos, assistirem a bons e variados espetáculos humorísticos. A entrada foi de graça.
 

Homenagem em Vida

O Dia do Humorista foi idealizado pelo pesquisador de humor Jader Soares. A Lei Estadual é de 2003. Chico Morreu em 2012. Portanto a homenagem foi em vida. O evento acontece desde 2004. Há 15 anos.
 

Alunos da Escolinha  participaram do evento

Os humoristas André Lucas (o Puliça), e Paulo Cintura, da Escolinha do Professor Raimundo abrilhantaram o espetáculo com suas presenças. Após suas apresentações, todos os humoristas se juntaram a eles no palco. Houve  a exibição de um vídeo em homenagem ao Chico, onde o Jornalista Global Cid Moreira recita uma poesia do cearense Pedro Sampaio. Em seguida, todos, juntos com o público, de pé cantaram “parabéns” para Chico Anysio, o aniversariante homenageado!
 

Humoristas que participarm do Show do Dia do Humorista

André Lucas, Adrain Lima,  Bolachinha, Cibalena, Chiclete, Chocolate, Chupeta, Colorau e Ronaldo, Dion Queiroz, Darlisson, David Silva, David Moraes, Delegado e Zé Bolão, Dr. Cornélio, Egildo Brito, Elvis Preto, Estrepilda, Feio que Dói, Gilliard, Isaias Lourenço, Júlio Soim, Jean Humor, Jovelina Ceará, Kaio Freitas, Luan Damasceno, Leo di Oliveira, Motoka, Megdal, Marmita, Mexerico, Niquita, Nazarét, Oscabrito, Paulo Cintura, Pabuloso, Panta,  Pepeta, Polegar, Rosinete, Rumualdo Cruz, Rafaeleite, Roberto Rizo,  Sérgio Ataíde, Severina Guet, Sparguet, Superedson,   Tom Leite, Veia Cômica, Zé das Tapiocas e Zebrinha.

Parabéns a todos!

            À frete do projeto está o Museu do Humor Cearense com apoio da SECULT-CE, que cedeu a pauta do Cineteatro São Luiz.

 INFORMAÇÕES:
Jader Soares ou Jader Távora
(85) 9991-0460   -   3252-374
escritoriodoriso@gmail.com

sábado, 7 de abril de 2018

Dia do Humorista será comemorado no Cineteatro São Luiz


 

12 de Abril
Dia Nacional do Humorista
Lei Municipal nº 9518 de 23/10/2009   (Fortaleza)
Lei Estadual nº 13.317 de 02/07/2003  (Ceará)
Lei Federal nº 13.082 de 08/01/2015  (Brasil)

Quando o mês de abril chega, o Humor do Ceará ganha um brilho todo especial. É que no dia 12 do dito mês é comemorado o DIA DO HUMORISTA, com Lei e tudo! A data é oficial no Estado do Ceará deste julho de 2003. Em 2015 passou a ser comemorada oficialmente também, em todo o Brasil. O Dia 12 é uma referência ao nascimento de CHICO ANYSIO (1931). Este ano Chico faria 87 anos. Ele nos deixou no dia 23 de março de 2012. Há 6 anos. Viveu 80 anos e 345 dias. 

Neste 2018 as comemorações acontecem pela 15º com uma vasta programação em vários locais, que vai de 1º a 29 de abril. 

O ponto alto das comemorações acontece no Cineteatro São Luiz, no Dia 12 de Abril, com a apresentação de shows envolvendo, pelo menos, 40 humoristas, que se apresentam no palco de 16h as 20h, oportunizando a todos, assistirem a bons e variados espetáculos humorísticos. A entrada é de graça.

O Dia do Humorista foi idealizado pelo pesquisador de humor Jader Soares.
 
           Humoristas já confirmados para dia 12

André Lucas,  Bolachinha, Cibalena, Chiclete, Chocolate, Chupeta, Colorau e Ronaldo, Dion Queiroz, Esquema, David Silva, David Moraes, Delegado e Zé Bolão, Elvis Preto, Feie que Dói, Francisquinha, Froxilda Fofolete, Gente Fina, Gilliard, Isaias Lourenço, Jean Humor, Jovelina Ceará, Luan Damasceno, Leo di Oliveira,  Lezadim, Luiz Pupunha, Luana do Crato, Manguaça, Megdal, Marmita, Mexerico, Manguaça, Niquita, Oscabrito, Paçoca e Fubá, Panta,  Pepeta, Rosinete, Rumualdo Cruz, Rafaeleite, Roberto Rizo,  Sérgio Ataíde, Severina Guet, Sparguet, Superedson,   Tom Leite, Veia Cômica, Zé das Tapiocas e Zebrinha

            À frete do projeto está o Escritório do Riso com apoio da SECULT-CE.

INFORMAÇÕES:

Jader Soares
(85) 9991-0460
3252-374
escritoriodoriso@gmail.com

segunda-feira, 2 de abril de 2018

O humorista Zé das Tapiocas ganha o 30º Festival de Mentiras


O humorista Michel Padilha (Zé das Tapiocas) levou a melhor e ganhou o 30º Festival de Mentiras, realizado ontem, 1º de abril/2018, as 19h, no Teatro Chico Anysio/Museu do Humor, em Fortaleza-CE.

Não sabemos se por coincidência, mas 7... Repito “7” (afinal, 7 é a conta do mentiroso) concorrentes disputaram de forma acirrada, o Troféu Pantaleão e a um montante em dinheiro. O Troféu Pantaleão é uma homenagem ao personagem mentiroso de Chico Anysio.
 

Relação dos participantes

Michel Padilha (Zé das Tapiocas)
João Mateus (Zé Bolão)
Jorge Maradona
Clébio Ribeiro
Amélia Campos
Antônio Cordeiro
Franzé

 
 
O resultado final foi o seguinte

1º Colocado – Michel Padilha (Zé das Tapiocas)
(Recebeu premiação das mãos do escritor e médico Dr. Marcelo Gurgel)

2º Colocado – Jorge Maradona
(Recebeu premiação das mãos do humorista Galhada)

3º Colocado – Franzé.
(Recebeu premiação das mãos do humorista Francisco Rodrigues, o Delegado)
 
A premiação total, líquida e sem desconto, foi de   R$ 1,75 assim distribuído:

                1º Colocado R$ 1,00

                2º Colocado R$ 0,50

                3º Colocado R$ 0,25
 
O prêmio foi pago na hora, em moeda corrente do Brasil, sob forte esquema de segurança. O humorista Zé das Tapiocas  ganha o Festival de Mentiras pela 2ª vez. Ou seja, juntando os dois prêmios, já somam DOIS REAIS. É muita grana!

O apresentador do Festival foi o humorista Zebrinha. A iniciativa é do Museu do Humor Cearense.

Foto final

 
História do Festival de Mentiras

De 1904 a 1920, na Praça do Ferreira, debaixo do Cajueiro Botador (era assim chamado porque botava caju o ano todo – e isso é verdade!), o Ceará assistiu a sua festa mais tradicional, popular e moleca que foi o Festival de Mentiras, realizado, é claro, no dia 1º de Abril. Ali, intelectuais, artistas, bebuns e desocupados passavam o dia escrevendo e afixando papelotes no Cajueiro, com todo tipo de mentiras, de preferência as mais provocantes à sociedade e aos homens do poder.

Em 1920, o Prefeito Godofredo Maciel, sentindo-se incomodado com a brincadeira, mandou derrubar o Cajueiro, acabando com a farra.

Na última reforma da Praça do Ferreira, sob a administração do prefeito Juraci Magalhães, foi plantado um novo cajueiro e colocado a seu lado uma placa que conta um pouco desta história.

Em 2006, depois de 86 anos sem acontecer o evento, o Escritório do Riso/Museu do Humor Cearense retomou o Festival de Mentiras, realizando-o nos anos de 2006, 2007, 2008 e 2009 no Teatro Chico Anysio. Em 2010, o Festival voltou à Praça do Ferreira, seu lugar de origem. E agora em 2018, mais uma vez, foi realizado no Teatro Chico Anysio. O mesmo tendo acontecido em 2017. O motivo do Festival ter acontecido novamente no Teatro e não na Praça é por ter caído o 1º de abril em dia de sábado ou domingo. E em final de semana não dá para fazer na Praça. Já que, quando o evento lá acontece, o horário é 17h. E nestes dias e horários, a Praça do Ferreira é deserta.

O Festival de Mentiras abre a programação do Mês do Humorista, que este ano comemora os 87 anos do humorista Chico Anysio. 12 de abril é o Dia Nacional do Humorista.

sábado, 24 de março de 2018

30º Festival de Mentiras acontece neste 1º de abril no Teatro Chico Anysio

 


            O Teatro Chico Anysio será palco do 30º Festival de Mentiras. O evento que acontece em Fortaleza, anualmente, no dia 1º de abril, sempre debaixo do Cajueiro Botador (Cajueiro da Mentira), na Praça do Ferreira, rememorando a história dos potoqueiros das antigas, este ano acontecerá no palco do Teatro Chico Anysio, devido dia 1º cair num domingo. E no domingo, a Praça do Ferreira é deserta.

O Festival abre as comemorações do Mês do Humorista. Na ocasião será escolhido o Mentiroso do Ano, que levará além do Troféu Pantaleão (Personagem mentiroso de Chico Anysio), premiação em dinheiro. Devido à crise que assola o país, houve uma possibilidade de redução do valor do prêmio, mas, depois de muitos encontros e desencontros, o valor foi mantido: R$ 1,75 (Um Real e Setenta e Cinco Centavos),  assim distribuído:

            1º Colocado R$ 1,00

            2º Colocado R$ 0,50

            3º Colocado R$ 0,25           

O prêmio será pago na hora, em espécie, sem desconto, e em moeda corrente do Brasil, sob forte esquema de segurança.

            Qualquer pessoa poderá disputar. Porém, já que estamos em ano eleitoral,  é vedada a participação de todo e qualquer brasileiro que for  candidato a qualquer cargo político. Motivo: concorrência desleal. Eles treinam incessantemente.

Para participar, basta preparar uma boa mentira, pegar o microfone e soltar o verbo.           

Quem vai escolher o Maior Mentiroso do Ano será o público, através de aplausos, vaias, gritos, gemidos, estalos de dedos, assobios ou outra manifestação qualquer de apoio ao seu mentiroso preferido.
 

Inscrições:

As inscrições serão realizadas no próprio Teatro, dia 1º de abril, a partir das 18h. De graça. O Festival acontecerá às 19h. Se quiser reservar sua vaga, ligue 85 999 91 0460 (TIM).

História do Festival de Mentiras

            De 1904 a 1920, na Praça do Ferreira, debaixo do Cajueiro Botador (era assim chamado porque botava caju o ano todo – e isso é verdade), o Ceará assistia a sua festa mais tradicional, popular e moleca que era o Festival de Mentiras, realizado, é claro, no dia 1º de Abril. Ali, intelectuais, artistas, bebuns e desocupados passavam o dia escrevendo e afixando papelotes no Cajueiro, com todo tipo de mentiras, de preferência, as mais provocantes à sociedade e aos homens do poder.

            Em 1920, o Prefeito Godofredo Maciel, sentindo-se incomodado com a brincadeira, mandou derrubar o Cajueiro, acabando com a farra.

            Na última reforma da Praça do Ferreira, no governo de Juraci Magalhães, foi plantado um novo cajueiro e colocado a seu lado uma placa que conta um pouco desta história.

            Em 2006, depois de 86 anos sem acontecer o evento, o Escritório do Riso/Museu do Humor Cearense retomou o Festival de Mentiras, realizando-o nos anos de 2006, 2007, 2008 e 2009 no Teatro Chico Anysio. Em 2010, o Festival voltou à Praça do Ferreira, seu lugar de origem. Ano passado, o Festival retornou ao Teatro Chico Anysio, da mesma forma que acontecerá em 2018. O motivo do Festival de Mentiras está acontecendo mais uma vez no Teatro, é simples: dia 1º de abril cai num domingo. Na Praça do Ferreira só rola quando o 1º de abril cai de segunda à sexta. O 30º de Mentiras abre a programação do Mês do Humorista.

 
12 de Abril é o Dia Nacional do Humorista
Por isso, Abril, é o Mês do Humorista
Lei Estadual nº 13.317 de 02/07/2003  (Ceará)
Lei Municipal nº 9518 de 23/10/2009   (Fortaleza)
Lei Federal nº 13.082 de 08/01/2015  (Brasil)
A data remete ao nascimento do humorista Chico Anysio
(12 de abril de 1931)
Chico Anysio faleceu no dia 23 de março de 2012. Há 6 anos.

 
SERVIÇO:
30º Festival de Mentiras
1º de abril de 2018 (Domingo) - 19h
Local: Teatro Chico Anysio
(Av. da  Universidade, 2175)
Entrada: de graça!
 
INFORMAÇÕES:
Jader Soares
(85) 999 91-0460 - 3252-374
escritoriodoriso@gmail.com