quarta-feira, 28 de março de 2012

Para Chico Anysio

Texto de Jader Soares (Zebrinha)
Olá Chico! Como vai?
Tá tudo bem por aí?
Os anjos estão a rir?
Com tua presença, amigo?

Aqui ficamos saudosos
Não atentei ao aviso
Uma saudade medonha
Bateu confusa e eu preciso
Te dizer não sei o que
Quando lembro de você
As lágrimas me molham o riso.

O que nos faz relaxar
Nos tranquiliza e acalma
É saber que a tua alma
De generosa bondade
Ao lado da santidade
Está com tal harmonia
Que a nossa agonia
Vai logo ser superada
E dar lugar à morada
Aos risos de cada dia.


Diga a dona Aidéy
Que aqui você foi feliz
Fez rir a todo um país
E nós a agradecemos
Por ela ter nos doado
Um filho tão fabuloso
Tão refinado na arte
Que fez aqui sua parte
Com talento grandioso.

No Seu Oliveira dê
Um abraço demorado
Como um amplexo guardado
No cofre do coração.
Conte-lhe uma piada boa
E quando ele der risada
Aproveite a gargalhada
E nesta situação
Diga: “Pai, vim lhe ver
Eu voltei para você
Meu pai, a sua bênção!

Adeus Chico e obrigado
Que seja boa a viagem
Mas nós estamos aqui
Como quem faz uma sondagem
Família, fãs e amigos
Esperando de repente
Que você diga pra gente
Qual seu novo personagem?

2 comentários: